Busca e Pesquisa

"A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro."

Nação Hip Hop Petrópolis

Nome Artístico / Nome Fantasia

Coletivo / Grupo -

Hip Hop / Mc's

Sobre

A Nação Hip Hop Petrópolis foi fundada em 19 de Agosto de 2006, por artistas e produtores culturais locais e atualmente conta com 5 membros em sua direção municipal, tendo como representante a produtora cultural Cristiane Monteiro. É uma entidade que se correlaciona com demais organizações da juventude e movimentos culturais e sociais realizando projetos não apenas no movimento Hip Hop, mas trabalhando também com projetos que englobam toda a cultura urbana de uma forma geral.

Experiência

RODA CULTURAL DO CDC É um movimento cultural independente, que acontece semanalmente, sempre às quintas-feiras, estrategicamente localizada na Praça Duque de Caxias que fica em frente à Câmara dos Vereadores e ao Centro Cultural Raul de Leoni, funcionando como um grito de protesto por espaços culturais na cidade, além de transformar um gramado em palco para muitos artistas locais e diversas iniciativas independentes. Todas as quintas-feiras estudantes, artistas, produtores, skatistas e um público, jovem em geral, reúnem-se na praça de forma espontânea, e ali acontecem diferentes manifestações artísticas como leitura de poesias, batalhas entre mcs, apresentações de malabarismo, instrumentos musicais, skate, varal-manifesto, empréstimos de livros da Biblioteca da Roda do CDC. Desde seu início em Fevereiro de 2012, a Roda do CDC (como é popularmente conhecida) sofreu inúmeras represálias policiais, e muita pressão da mídia local, que incomodava-se com a quantidade de jovens ocupando a praça. Porém a Roda continuou acontecendo de maneira legítima e resistente até conseguir em 2014 o reconhecimento do poder público local através da legalização da Roda Cultural do CDC e do apoio à realização de uma edição especial por mês, batizada de Roda Viva. No ano de 2014 a Edição Especial da Roda Cultural do CDC – Roda Viva aconteceu mensalmente de Maio a Dezembro, com maior estrutura e maior número de público. Já nesse ano de 2015 depois de impasses com variados agentes públicos locais iniciaram-se as edições a partir do segundo semestre. Com a ideia de somar todos os coletivos que compõe a Nação em um mesmo evento, o Roda Viva se caracteriza pela diversidade de atrações culturais e democratização dos espaços, contendo debates, rodas de conversas, oficinas e sarau de poesias. Além de trazer artistas conhecidos na cena carioca e da região serrana, abre portas para os artistas locais, iniciantes e os já consolidados, agregando um público de aproximadamente mil pessoas de todas as classes sociais. Contendo palco, estrutura de som e iluminação, e através da parceria com a Fundação de Cultura de Petrópolis, fica garantido um pró-labore para os artistas que se apresentam no evento, também são montadas barracas para a comercialização de cd’s, camisas, artesanato, comidas e mais, produzidos pelos coletivos e artistas independentes. A programação se estende por todo o dia e as atividades reúnem crianças, jovens, adultos e idosos em momentos como Encontro de Malabares e Circo, a dança, campeonato de Skate. Visando sempre contribuir para a formação cidadã e para o esclarecimentos de debates que estão em pauta na sociedade promove-se as Rodas de Conversa sempre contando com um “provocador” especialista nos temas, como: Redução da Maioridade Penal, Drogas, Sexualidade e Gênero, Saúde e Cidade. Na área das artes plásticas, acontecem as confecções de painéis de grafites ao vivo, e exposição de fotografias. OUTROS PROJETOS DA NAÇÃO HIP HOP “Festival de Cultura Urbana de Petrópolis” – Em novembro de 2014 foi realizada a primeira edição do festival, devido a ocupação da cadeira de cultura urbana no Conselho Municipal de Cultura. Foi realizado um grande festival que contou com danças urbanas, batalhas de MC’s, game de skate, grafite, poesia, biblioteca comunitária e muito mais. Alguns dos mais conhecidos grupos musicais ligado a esse universo, como, Gotam Cru, Rap Rua e artistas conhecidos como Bnegão e Dub Ataque. Em fevereiro de 2016 realizamos a segunda edição do Festival de Cultura Urbana de Petrópolis, onde conseguimos dar um salto de qualidade no festival trazendo nomes de peso no hip hop nacional como a cantora Flora Matos, Mc Marechal e o mestre do break da dança um monumento do movimento hip hop no Brasil Nelson Triunfo. Mais uma vez a diversificação de linguagens artísticas como a incorporação do campeonato Unbreakble de break dance que foi classificatória para etapa mundial na Bélgica que trouxe bboy’s e bgirl’s de todas as regiões do país. Grafite deixou sua marca também decorando a praça da liberdade e mostrando a qualidade dos nossos artistas, artista de circo que veio mostrar toda a arte e divertir crianças e adultos com o reconhecido Homem Foca, campeonato de skate e além de sarau diretamente da Cidade de Deus com Poesia de Esquina. Oficina de grafite com Rafo Castro. Cortejo com Fanfarra Black Clube, além de rap, rock, reggae, funk e muita música urbana para embalar a praça da liberdade. Foram 101 artistas, grupos, bandas etc, mais de 15 mil pessoas participaram do evento durante os três dias colocando o Festival de Cultura Urbana de Petrópolis como um dos principais do gênero do Brasil sendo de graça em espaço público. “Biblioteca da Roda Cultural do CDC” – A literatura esteve presente na maioria dos eventos da Nação Hip Hop, a troca de livros e a leitura de poesias, tanto quanto a realização de saraus culturais, aconteceram nos projetos: “Domingueira Hip Hop”, “Hip Hop no Ponto”, “Confronto Final”, “Conexão Serra”. Logo após o início da “Roda Cultural do CDC” foi criada uma biblioteca comunitária itinerante, a “Biblioteca da Roda” baseada na troca e empréstimo de livros. Começando com doações espontâneas de volumes pela sociedade, e com o intuito de compartilhar e facilitar o acesso de jovens petropolitanos à literatura e aos meios de se produzi-la, a Biblioteca ficava disponível as quintas-feiras na “Roda Cultural do CDC”. Essa iniciativa tomou tal força que em 2013 foi contemplada pelo Edital de Apoio a Bibliotecas Comunitárias e Pontos de Leitura do SNBP, aumentando assim o acervo da Biblioteca para aproximadamente 300 volumes, e aumentando o número de Saraus produzidos pela Nação Hip Hop. “Conexão Serra” – Evento realizado em diferentes praças da cidade de Petrópolis, envolvendo artistas de vários locais da região serrana do Rio, como Teresópolis e Nova Friburgo. Tem o objetivo de conectar as iniciativas das diferentes cidades, fortalecendo a cena da cultura urbana na região e possibilitando novas parcerias e novos canais de divulgação dos trabalhos independentes. “Confronto Final” – Com apresentações musicais, apresentações de DJs, e o grande Confronto Final, uma batalha de mcs, com a finalidade de premiar e incentivar os jovens que participavam ao longo do ano das disputas nos espaços e eventos da Nação Hip Hop. Passou a ser um evento anual, realizado ao fim de cada ano com edições nos anos de 2007 a 2012. “RapHour” – Iniciou-se no ano de 2007 acontecendo todas as quintas-feiras no Bar Tomate Verdes Fritos. Batalhas de MC’s e apresentações de grupos foi um projeto pioneiro do gênero na cidade. “Domingueira Hip Hop” – Começou em 2010, acontecia todos os domingos, com batalha de tags, batalhas de mc, shows locais. Acontecia no estúdio de música onde podemos gravar muitos dos grupos que ali se apresentaram. “Hip Hop no ponto” – Durante todo o ano de 2008 a participação da Nação Hip Hop no Ponto de Cultura da APE (Associação Petropolitana de Estudantes) onde promovia oficinas, shows e inclusão da juventude. Iniciou-se o primeiro projeto da biblioteca, debates e atividades nas escolas públicas do municipio.

Endereço (Cidade, Bairro, Rua e Cep):

Petrópolis

- Independência -

estrada do independência 1505 -

25720-031

E-mail

nhh2petropolis@gmail.com

Tel. Celular

(24) 9-9229-1857

Tel. Fixo

(__) ____-____

Comprovação Cultural

Redes Sociais

Compartilhe

Compartilhe com seus amigos, familiares e conhecidos esse perfil e ajude mais ainda a divulgar o trabalho desse profissional da cultura!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

MAIS PROFISSIONAIS

Mestre Xim

Com mais de 15 anos atuando como Produtor Musical, Mestre Xim é originário da cidade de...

Leia Mais...

Drinpe mc

Artista independente, sonhador , pai de família. Ajudo em eventos artiscos de cultur...

Leia Mais...

eMe

Tenho mais de 17 anos de envolvimento com hip hop. Expresso minha arte em poesias e mú...

Leia Mais...