Busca e Pesquisa

"A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro."

Pessoal Aí

Nome Artístico / Nome Fantasia

Pessoa Jurídica -

Produtor(a) Cultural

Sobre

O “Pessoal Aí”, nasce a partir de oficinas com profissionais de teatro. Desde 86 vem trabalhando ininterruptamente. Trouxe profissionais como Henry Pagnoncelli, Caíque Botkay e Sylvia Orthof que dirigiram o grupo. Nos dias atuais tem direção própria. Desenvolveu vários projetos como o Projeto Mambembe de Teatro nas Comunidades e outros ligados aos direitos humanos. Mantém cursos de teatro, já há mais de 30 anos. Foi indicado para o Prêmio de Cultura do Estado relativo aos anos 2012 e 2013.

Experiência

1986 – Roupas de Baixo de Karl Valentin 1987 – História de Lenços e Ventos de Ilo Krugli 1988 – O Cavalo Transparente de Sylvia Orthof 1989 – O Cabaré da República de Sylvio Costa Filho – O Labirinto da Noite de Sylvio Costa Filho – O Artista em Preto e Branco 1990 – Vida de Boneco de Sylvio Costa Filho 1991 – Absurdos Vagabundos de Renée de Ubaldia e Sylvio Costa Filho – A Invenção do Dia de Gabriel Jacques e Sylvio Costa Filho – O Espantalho e os Passarinhos de Mário Quintana 1992 – Viva Cecília – Petrópolis em Revista de Sylvio Costa Filho 1993 – Vendedores de Ilusão de Sylvio Costa Filho – Teatro de Rua– O Auto da Terra das Flores de Sylvio Costa Filho 1994 – Fantasias e Folias – criação coletiva– A Pedra de Calcutá – Mário Quintana 1995 – Os Feitos de Zaratustra – Criação Coletiva 1996 – A Porta do Sonho de Sylvio Costa Filho – Teatro de Rua – Martim Cererê – Cassiano Ricardo – Centro de Cultura 1997 – Mamulengos e Cordéis – Ariano Suassuna – Bauerntheater de Sylvio Costa Filho – Teatro Itinerante – O Enigma da Mulher (performance) Teatro de Rua– – Flicts de Ziraldo 1998 – Atos da Criação (performance) de Pita Cavalcanti– Ein Traum (performance) de Pita Cavalcanti 1999 – A Deusa, de Sylvio Costa Filho – Fernando em Pessoas – Fernando Pessoa (Museu Imperial) 2000 – Contos da Cidade Perdida – Sylvio C. Filho e Grupo – Mistérios de Elêusis adap. da mitologia 2001 – Santos Dumont e D. Eulália – Performance comemorativa ao Centenário do Voo do Dirigível – Casa de Santos Dumont e Centro de Cultura de Petrópolis 2002 – A Trupe no Trânsito –Sylvio Costa Filho e Pita Cavalcanti – Teatro de Rua – Dia “D” contra o Dengue – Pita Cavalcanti e Grupo -Teatro de Rua – DST Evitar você – Pita Cavalcanti e Sylvio C. Filho – Teatro de Rua – Noite na Repartição – Carlos Drumond de Andrade (performance) 2003 – Um Grito Parado no Ar – Gianfrancesco Guarnieri – Leitura dramática – O Elefante Branco de Sylvio C. Filho – As Três Marias – Criação coletiva – Eva do Aquiri e o Tratado de Petrópolis – Sylvio Costa Filho – Teatro de Rua 2004 – Pessoal Aí em Livro – Vários Autores – Ouropel, Cavalo e Cavaleiro de Sylvio Costa Filho – Severinos e Severinas de João Cabral de Melo Neto 2005 – Smile “Uma Aventura Pelo Mundo do Teatro” de Themístocles S. N. – Auto de Natal Cigano de Monah Delacy 2006 – Blau e Goles, a Dança- Pita Cavalcanti- Performance – Madalenas- Adaptação de Paulo Pontes – Santos Dumont e os 100 Anos da Aviação- Performance– Nas nuvens com Santos Dumont- Leitura dramática 2007 – “…pedaço de fita, resto de renda…” – Cecília Meireles – Performance– Ponto de Partida –Gianfrancesco Guarnieri – Leitura dramática – Memórias – Direção e Produção. C/ Grupo de Teatro da Melhor Idade 2008 – Os Sete Gatinhos – Nelson Rodrigues – Leitura c/ Cia. Sekreta de Teatro – Performance S. Dumont e Marcelle Grandcey – Dia da cultura– Radioteatro – Direção e Produção – c/ o Grupo de Teatro da Melhor Idade 2009 – Remontagem de Ouropel, cavalo e cavaleiro. – Sylvio Costa Filho 2010 – Remontagem de “Vendedores de Ilusão” – Palácio Rio Negro – Textos de B. Brecht 2011 – FESTA DOS 25 ANOS: Leituras dramatizadas; Vendedores de Ilusão; “Petrópolis em Revista” (leitura); Exposição 25 Anos 2012 – “O Trombone e o Fuzil” de Sylvio Costa Filho, dir. Pita Cavalcanti – VIII Mostra de Petrópolis – Teatro Afonso Arinos – Os Barros do Manoel – Leitura dramatizada de textos de Manoel de Barros – “O Amor do Soldado” – Leitura dramatizada do texto de Jorge Amado 2013 – “A Farsa da Aldeia” – Texto de Sylvio Costa Filho – Dir. de Arte e Prod. Executiva: Pita Cavalcanti. Museu Palácio Rio Negro – Bauerntheater – 24ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Petrópolis – “A inconveniência de ter coragem” Leitura dramatizada do texto de Ariano Suassuna (CIEP 137 CECÍLIA MEIRELES – CORRÊAS – Da mesa da cozinha ao Reino da Fantasia – Contação de Histórias – SESC – Quitandinha 2014 – Indicação do grupo pela Secretaria de Cultura do Estado para o Prêmio de Cultura do Estado do Rio de Janeiro – O Trombone e o Fuzil – Ciep Cecília Meireles – Corrêas – Petrópolis – Aniversário de Santos Dumont – Performances de caracterização – S. Dumont e Marcelle Grandcey – Casa de Santos Dumont – Petrópolis – Bauerntheater – 25ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Petrópolis – “A inconveniência de ter coragem” de Ariano Suassuna – IX Mostra de Teatro de Petrópolis – Ciep 137 Cecíla Meireles – Corrêas – Petrópolis 2015 – Leitura dramatizada: “A Ilha Desconhecida” – José Saramago – Teatro Ariano Suassuna – CIEP Cecília Meireles – Corrêas – Petrópolis – Aniversário de Santos Dumont – Performances de caracterização – S. Dumont e Marcelle Grandcey – Casa de Santos Dumont – Petrópolis – Bauerntheater – 26ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Petrópolis 2016 – “O Trombone e o Fuzil” semana da “Memória, Verdade e Justiça” – Theatro D. Pedro e Praça da Liberdade – Bauerntheater – 27ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Petrópolis – “O Outro Lado da Rua” – Leitura dramatizada, crônicas do Prof. Mauricio Cardoso de Mello Silva – Academia de Letras de Petrópolis – “Alice no País das Armadilhas” de Sylvio Costa Filho e Pita Cavalcanti– Leitura dramatizada. – FIOCRUZ Petrópolis 2017 – Reapresentação de “O Trombone e o Fuzil” Faculdade de Medicina de Petrópolis – Apresentações de Viva Cecília, no Palácio Rio Negro, Semana Nacional de Museus – Performance na Casa de Santos Dumont – Bauerntheater – 28ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Petrópolis – Ciclo de Leituras Dramatizadas – Palácio Rio Negro: “O conto da ilha desconhecida” José Saramago – “Viva Cecília” – Estúdio Aldeia 2018 – Ciclo de Leituras Dramatizadas – Palácio Rio Negro – “Os Barros do Manoel” – “A inconveniência de ter coragem” de Ariano Suassuna – Teatro Afonso Arinos – Bauerntheater – 29ª Bauernfest – Palácio de Cristal – Ciclo de Leituras Dramatizadas – Palácio Rio Negro – “Quatorze Quadros Redondos” – Leonardo Fróes – Projeto Empatia – Direção e textos de Júlio Freitas –Vídeo – Prêmio Reynaldo Chaves– Academia Petropolitana de Letras – Ciclo de Leituras Dramatizadas – Palácio Rio Negro – “Meninos, eu conto” de Antônio Torres; “NÃO” textos de Bertolt Brecht 2019 – Ciclo de Leituras Dramatizadas – Palácio Rio Negro – “Carolina Maria de Jesus”; “Histórias de Tia Nastácia” de Monteiro Lobato); “Mulheres Autoras”; “BRASIL TERRA VIRGEM” – “Viva Cecília” – 7º FEESPE – POSSE, Festival Gourmet – Hortomercado – Ig Coára – Sylvio Costa Filho – alunos do CIEP CECÍLIA MEIRELES 2020 – Leitura Dramatizada online – “A Patrulha Invencível” Nivaldo Batista CIEP CECÍLIA MEIRELES – Leitura dramatizada online – “A moça tecelã” de Marina Colasanti – vídeo

Endereço (Cidade, Bairro, Rua e Cep):

Petrópolis

- Carangola -

Alexandre Werneck 6 -

25715-380

E-mail

pitarc@gmail.com

Tel. Celular

(24) 9-8855-5412

Tel. Fixo

(24) 2248-5412

Comprovação Cultural

Redes Sociais

Compartilhe

Compartilhe com seus amigos, familiares e conhecidos esse perfil e ajude mais ainda a divulgar o trabalho desse profissional da cultura!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

MAIS PROFISSIONAIS

Alessandra Amaral

Sou produtora de eventos, faço curadoria e sou fotografa

Leia Mais...

GUILHERME BARCELOS PRODUCAO

Profissional capaz de ter iniciativas, desenvolver projetos que valorizem a diversidad...

Leia Mais...

Cláudio Gomide

Leia Mais...