Busca e Pesquisa

"A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro."

Cia Plúmbea

Nome Artístico / Nome Fantasia

Coletivo / Grupo -

Ator/Atriz

Sobre

A Cia Plúmbea foi fundada no Rio de Janeiro em 2013, e seu objetivo é uma pesquisa técnica e ética do ofício de atuar. Tem como metodologia dramatúrgica o princípio de autoria colaborativa, a partir de um intenso treinamento com os atores e atrizes. Atualmente em Petrópolis-RJ, o interesse do grupo é difundir suas pesquisas e metodologia por meio de espetáculos, oficinas, demonstrações técnicas, intercâmbios, trocas culturais, reflexões teóricas e projetos itinerantes.

Experiência

Ofélia – 2010 Texto e Direção: Ronaldo Ventura Atuação: Ana Cecília Reis Sinopse: Apresenta a trajetória da personagem Ofélia, que na obra Hamlet de William Shakespeare faz aparições periódicas, curtas e fundamentais. A adaptação acompanha esta personagem nos momentos em que ela não aparece na dramaturgia original e a contextualiza no mundo atual.. Histórico: O espetáculo abriu a X Mostra Minimalista de Petrópolis – RJ e cumpriu apresentações no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo do Campo, no X Festival de Tupã – SP, recebendo indicações como Melhor Atriz e Melhor Trilha Sonora e o prêmio especial do júri pela pesquisa do trabalho do ator, e no VIII Festival Nacional de Duque de Caxias – RJ. A Arte de Enterrar seus Mortos – 2011 Texto e Direção: Ronaldo Ventura Atuação: Ana Cecilia Reis Sinopse: Uma mulher grita. Com o que resta de suas forças, joga um punhado de terra sobre o corpo morto de seu irmão. E assim, se faz uma criminosa. A história de Antígona, uma princesa banida, que retorna a sua terra natal para cumprir os rituais fúnebres de seu irmão. Mas sua manifestação de amor fraterno a torna uma fora-da-lei, e como tal, será julgada. Histórico: O espetáculo cumpriu temporada no Parque das Ruínas, Rio de Janeiro – RJ. Cumpriu apresentação na XII Mostra Minimalista de Petrópolis, na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), no Centro Livre de Artes em São Bernardo do Campo – SP, no espaço Sobrado Boêmia – RJ, no Festival de Teatro Integrado da Unirio (FITU), na Mostra Cultural Na Lona em Hortolândia-SP, tendo recebido o prêmio de 3º melhor espetáculo, de acordo com a pontuação do júri, no Museu Nacional Correios em Brasília – DF, no FESTFLUM – Festival de Monólogos – RJ, Temporada no Teatro Armando Gonzaga – RJ, Festival Nacional de Barbacena – MG (Prêmio de Melhor Figurino e indicação de melhor atriz), Mostra Santo de Casa em São Bernardo do Campo -SP, Mini Mostra de Solos de Itaguaí – RJ, Apresentação no Teatro Garcia de Resende em Évora – Portugal. Rayuela -2014 Texto original: Julio Cortázar Texto adaptado: Ana Cecilia Reis Direção: Ana Cecilia Reis Sinopse: “Encontraria a Maga?” – essa é a pergunta que inicia o jogo. E tal como o jogo da amarelinha evocado (Rayuela, em espanhol), onde a pedra é lançada em cada casa, a cada momento há possibilidades múltiplas capazes de fazer o jogo prosseguir, paralisar ou recomeçar. O espetáculo “Rayuela” busca mostrar de forma lírica e simbólica, essa busca pelo outro, essa busca pelo céu; dois personagens presos em sua solidão, mas ligados pelo desejo, pelo sadismo e pela saudade. Histórico: O espetáculo estreou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) e se apresentou no 12o Festival de Esquetes de Cabo Frio, no 2o Festival de Esquetes da ETET Martins Pena – RJ, onde recebeu o prêmio de Melhor Trabalho Corporal e indicação para o ator Paulo Barbeto como melhor ator coadjuvante, no Festival Atos (Campina Grande –PB), Festival Satyrianas (São Paulo-SP), Festival de Esquetes de São Gonçalo onde recebeu o prêmio de melhor sonorização e indicações para melhor esquete e melhor ator e FREE – Festival Regional de Esquetes (Macaé-RJ). A diretora Ana Cecilia Reis recebeu menção honrosa na 13a Jornada de Iniciação Científica ao apresentar o processo de elaboração do projeto. Terrabatida: Reminiscência de Canudos -2016 Texto: Ana Cecilia Reis e Paulo Barbeto Direção: Ana Cecilia Reis Sinopse:Terrabatida – Reminiscência de Canudos é um espetáculo que parte da pesquisa das xilogravuras do artista plástico Adir Botelho para compor quadros imagéticos acerca da Guerra de Canudos. Durante o processo de pesquisa, foi percebido que atualmente há outra guerra se travando: nos morros e favelas com os quais a geografia urbana nos permite topar a cada virada de esquina, a cada cruzamento atravessado. Que similaridades e semelhanças podem (re) unir o genocídio de Canudos no nossos panorama político de desigualdade social? Histórico: O espetáculo estreou na Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio), cumpriu temporada no Teatro Glauce Rocha (RJ) de 18 a 29 de maio de 2016 e participou do Festival Nacional de Teatro de Barbacena (MG) onde recebeu o prêmio de Melhor Direção e Melhor Ator, e indicações como Melhor Espetáculo, Melhor Atriz e Melhor Cenário. Dois Perdidos numa Noite Suja -2017 Texto: Plínio Marcos Direção: Ana Cecilia Reis Sinopse: O espetáculo “Dois Perdidos numa Noite Suja”, de Plínio Marcos, apresenta o dia a dia de Paco e Tonho, amigos que dividem um quarto numa hospedaria barata e, durante o dia, trabalham como de carregadores em um mercado. Todas as cenas se passam no quarto durante as noites. As personagens discutem sobre suas vidas, trabalho e perspectivas, mantendo uma relação conflituosa. O tema da marginalidade permeia todo o texto. Nesta adaptação, são exploradas vertentes das danças populares, lutas e acrobacias intensificando os conflitos presentes na obra. Histórico: O espetáculo cumpriu temporada no Teatro Laura Alvim (RJ) através do edital de ocupação da Funarj. Diário do Último Ato -2019 Texto e Direção: Ronaldo Ventura Sinopse: Florbela Espanca foi uma poeta. Portuguesa. Singular. E suicida. Deixou para trás alguns livros inacabados, alguns amores destruídos, e um diário enigmático de seu último ano de vida. O espetáculo Diário do Último Ato não busca defini-la, pois essa é uma tarefa que nem ela foi capaz de cumprir, mas antes de tudo, revelá-la, em um encontro íntimo, tendo o público como testemunha. Histórico: Projeto contemplado pela Bolsa Jovens Criadores 2018 do Centro Nacional de Cultura de Portugal. Teve sua estreia na Casa de Claudio de Souza em Petrópolis – RJ (abr. 2019), cumpriu apresentação na Mostra de Teatro de Petrópolis (set. 2019), no Real Gabinete de Leitura Português do Rio de Janeiro (nov. 2019) e esteve em cartaz no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas (jan. fev. 2020). Em 2020 foi indicado ao prêmio Maestro Guerra-Peixe da cidade de Petrópolis-RJ na categoria Teatro.

Endereço (Cidade, Bairro, Rua e Cep):

Petrópolis

- Alto da Serra -

Teresa, 1900 -

25638-900

E-mail

ciaplumbea@gmail.com

Tel. Celular

(24) 9-8818-1070

Tel. Fixo

(__) ____-____

Comprovação Cultural

Redes Sociais

Compartilhe

Compartilhe com seus amigos, familiares e conhecidos esse perfil e ajude mais ainda a divulgar o trabalho desse profissional da cultura!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

MAIS PROFISSIONAIS

William Esteves

Sou Ator, Diretor e Autor de textos teatrais. Já participei de vários grupos teatrais...

Leia Mais...

Madson José

Leia Mais...

Andrea Dutra da Silveira de Jesus

Sou Andrea Dutra, professora e atriz há trinta anos. As duas profissões caminharam pa...

Leia Mais...