Artigos e Notícias

"Um escritor chega à velhice quando suspeita que o artigo que está a escrever já tinha sido escrito por ele no passado."

PUBLIQUEM-SE AS RESOLUÇÕES DO CONSELHO DE CULTURA

Publicado em: 09/10/2020

Por: Diana Iliescu

Faz 4 meses que o Conselho Municipal de Cultura de Petrópolis aprovou por unanimidade duas resoluções para publicação no Diário Oficial do Município. Chegado o mês de março, causa espanto aos conselheiros o fato de que os documentos aprovados em novembro ainda não tenham sido publicados, em uma manobra de contenção por parte do gabinete da Av. Koeler. O que haverá no texto que incomoda tanto a Prefeitura a ponto de descumprir o regulamento do Conselho?

O CMC – Conselho Municipal de Cultura – cobra do governo duas ações, em especial, traduzidas nas resoluções deliberativas. A primeira requer obras emergenciais no telhado do Centro de Cultura Raul de Leoni. Desde que o Centro de Cultura ficou inundado pelas chuvas de agosto de 2018, o Conselho cobra insistentemente obras urgentes para preservar o patrimônio público. Trata-se do equipamento cultural multifuncional mais importante do interior do Rio de Janeiro, com um acervo histórico de inestimável riqueza, incluindo a coleção de obras raras da Biblioteca Municipal Central Gabriela Mistral, a terceira maior do estado. Pois adivinhem o que o governo municipal fez desde então?

Nada. Absolutamente nada. As chuvas, no entanto, como de costume continuaram e alagaram a sala de Cinema Humberto Mauro que hoje está inutilizável por conta do mofo que tomou conta do carpete que forra todo seu interior. Perdemos a única sala de cinema pública de Petrópolis porque há um vazamento no telhado e o governo não tomou nenhuma providência. Desafio os caros leitores a fazerem uma visita ao Centro de Cultura para tirarem suas próprias conclusões. Mas o façam antes que os fantasmas imperiais da comissão de frente da Vila Isabel assumam definitivamente o local!

Depois de tanta irresponsabilidade, o Conselho utilizou um instrumento jurídico próprio de seu regulamento para alertar a sociedade petropolitana do dano ao seu patrimônio público. Mas o prefeito ao invés de realizar as obras emergenciais necessárias, prefere segurar a publicação escamoteando o problema de seus eleitores. Francamente.

A segunda resolução pede que se cumpra a Lei Municipal 6.806/10, que regula o Fundo Municipal de Cultura e estabelece as fontes de recursos para fazer face aos seus encargos: 5% do orçamento anual do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, 50%  da receita apurada com a exploração do Theatro Dom Pedro e 25% da bilheteria da Casa de Santos Dumont e do Palácio de Cristal. Pergunto, qual montante havia entrado na conta do Fundo Municipal de Cultura em 2018 de janeiro até a reunião do conselho de novembro? Novamente espantem-se: zero. Zero real. E quanto foi investido em políticas públicas através do fundo? Zero. Uma bela sequência de traços ovais enfileirados, zero pra lá, zero pra cá. Daí o Conselho requer o depósito da verba do Fundo Municipal de Cultura, conforme reza a lei e para isso quer publicar os requerimentos no Diário Oficial do Município. Onde está a publicação? Não tem. Nunca foi publicado.  O que diz o Presidente do Conselho Municipal de Cultura? Que enviou o pedido de publicação diversas vezes para a Casa dos Conselhos. O que diz a Casa dos Conselhos? Que todas as publicações passam pelo gabinete e que o funcionário do D.O. estava de férias. Consta que o D.O. tenha parado de ser publicado? Não consta nenhum indício desse fato. O funcionário já retomou suas atividades. E agora, gabinete? O que vocês têm a nos dizer?

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

MAIS ARTIGOS

Prefeitura abre nesta quarta-feira as inscrições para o inciso III da Lei Aldir Blanc

Município divulgou também informações sobre a seleção de projetos culturais financi...

Leia Mais...

PLATAFORMA ELEITORAL DA CULTURA DE PETRÓPOLIS 2020

Pontos com destaque:

  1. Órgão gestor da Cultura
    1.1 Recriação da Fun...

Leia Mais...

Revolução cultural nos bairros de Petrópolis

Algo de novo acontece na periferia de Petrópolis. No sábado passado foi no Alto Ind...

Leia Mais...