Inspirado nos blogs – ferramenta utilizada para registro frequente de textos -, a autora escolheu como formato do projeto a escrita de crônicas e “colocá-las em cena com uma bela roupagem”. A ideia veio de uma curiosidade: mais de 80% dos usuários dos blogs eram meninas e mulheres de todas as idades. A proponente, que também é atriz, escolheu quatro textos para a realização de leituras dramatizadas e seguem a “linha do coração feminino”.